O Município de Ponta Delgada tem assumido um papel interventivo no apoio às instituições que desenvolvam atividades promotoras ou valorizadoras do património e da cultura concelhios

Câmara de Ponta Delgada concede apoio financeiro de 7.800 euros para obras na Igreja de Nossa Senhora de Fátima

A Câmara Municipal de Ponta Delgada acaba de conceder um apoio financeiro de 7.800 euros para a concretização de obras de conservação e reparação da cobertura da Igreja de Nossa Senhora de Fátima.


O Protocolo de Cooperação entre a Câmara Municipal de Ponta Delgada e a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, freguesia de São José, foi assinado esta tarde e vigora pelo prazo de dez anos.


Na ocasião, a Presidente do Município, Maria José Lemos Duarte, relevou o interesse municipal do espaço que será cedido pela Paróquia ao Município para a realização de eventos culturais, nomeadamente concertos musicais.


Recorde-se que o Município de Ponta Delgada tem assumido um papel interventivo no apoio às instituições que desenvolvam atividades promotoras ou valorizadoras do património e da cultura concelhios.
Ademais, tem procurado contribuir para a criação de condições e locais de visita adequados à dinamização cultural e turística e propiciando oportunidades de valorização do nosso património, de que é exemplo a Igreja de Nossa Senhora de Fátima.


“A realização de obras de conservação e reparação da Igreja de Nossa Senhora de Fátima representa uma necessidade no domínio da reabilitação de património arquitetónico, histórico e religioso de Ponta Delgada, que permitirá o desenvolvimento de um trabalho de inegável interesse municipal”, pode ler-se no protocolo assinado por Maria José Lemos Duarte e pelo Padre Norberto Brum, em representação da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima do Concelho de Ponta Delgada.


O apoio também é fundamentado pelo entendimento de que as Paróquias são entidades com um papel relevante na promoção de várias atividades, as quais contribuem fortemente para a divulgação da cultura e património locais, além de dinamizarem o turismo e a e economia locais.


São, ainda, responsáveis pela recuperação e/ou manutenção do vasto património religioso, designadamente no que respeita às Igrejas, Capelas e Ermidas sob sua jurisdição, verdadeiro património coletivo de interesse municipal indiscutível, e no caso vertente, de uso não meramente confessional.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s