O social democrata falava após visitar o Polo Local de combate e prevenção da violência doméstica da Ilha Graciosa

Graciosa. Combate à violência doméstica é um desafio diário e permanente


 
O deputado do PSD/Açores eleito pela Graciosa, João Bruto da Costa, considerou que “o combate à violência doméstica é um desafio diário e permanente, cabendo aos políticos trabalhar em prol de resultados visíveis”, disse.
 
O social democrata falava após visitar o Polo Local de combate e prevenção da violência doméstica da Ilha Graciosa, reunindo com os seus responsáveis, onde salientou “a importância dos responsáveis políticos, e da sociedade em geral, estarem permanentemente alerta para aquela problemática, que exige muito trabalho de prevenção e combate afincado”, referiu.
 
Para João Bruto da Costa, que é também vice-presidente da bancada do PSD/Açores na Assembleia Legislativa, “não é admissível que ainda existam situações de grande vulnerabilidade e incidência da violência doméstica no nosso tempo”.
 
E reforçou que “os políticos devem ser os primeiros a alertar para a necessidade de combater um fenómeno que atinge especialmente as mulheres, atuando ao nível da promoção dos seus direitos e do dever de denúncia de tais situações”, sublinhou.
 
Na reunião foram abordados os assuntos com maior relevância para o tema, “como sejam a proteção das vítimas, a prevenção e denúncia de situações de violência doméstica e, em geral, as questões relacionadas com a violência no namoro, a violência de género e a violência contra idosos. Com especial e natural incidência na violência contra as mulheres, que são, como referi, as principais vítimas desta realidade”, explicou.
 
O deputado social democrata alertou ainda para o facto de “a pandemia e o confinamento terem, um pouco por todo lado, agravado algumas situações em que se tornou mais difícil a denúncia e a queixa sobre a violência doméstica”.
 
“É assim necessário retomar uma atitude pró-ativa no combate e prevenção da violência doméstica, debelando as suas causas e agindo no auxílio das vítimas, concluiu João Bruto da Costa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s