Inverter a realidade com o fim de enganar as pessoas pensei que fosse coisa de quem inverte símbolos de partidos

A coligação PSD, CDS e PPM, ouviu, envolveu e fez participar, de diferentes formas, as várias forças políticas cujos deputados, todos eles, foram democrática e legitimamente eleitos pelo Povo

TEXTO DE CLÉLIO MENESES

O PS já começou a usar as vestes da oposição intriguista, falaciosa, maldizente e ácida dos velhos tempos de Carlos César.

Para além da dificuldade revelada em aceitar o resultado da democracia, a conferência de imprensa desta manhã demonstrou a incapacidade do PS para ouvir e valorizar as propostas de outros partidos que levassem os socialistas a continuar a governar os Açores, ao contrário do que sucedeu com a coligação PSD, CDS, PPM, que ouviu, envolveu e fez participar, de diferentes formas, as várias forças políticas cujos deputados, todos eles, foram democrática e legitimamente eleitos pelo Povo. Mas, sobretudo, manifesta que a mentira na política continua a ser a arma de alguns:


1) É falso que a Constituição da República ou o Estatuto Político-Administrativo determinem que deve ser convidado a formar governo o partido mais votado. Na verdade, o que é estipulado é que tal indigitação deve ser feita de acordo “com os resultados eleitorais” e estes determinaram o quadro parlamentar do qual emana o Governo;


2) É falso que o Representante da República tenha usurpado as competências dos deputados. Com efeito, foi, efectivamente e apenas, cumprido o artigo 81º do referido Estatuto “O Presidente do Governo Regional é nomeado pelo Representante da República, tendo em conta os resultados das eleições para a Assembleia Legislativa, ouvidos os partidos políticos nela representados.”


3) É falso que a solução governativa encontrada dependa de negociações em Lisboa. Na verdade, os acordos que levaram à nomeação de José Manuel Bolieiro foram feitos na Região, por açorianos e, exclusivamente, na defesa dos interesses dos Açores. Pelo contrário, foi o PS que, calado nos Açores, se fez ouvir neste processo, até hoje, apenas, através de dirigentes de Lisboa, e foi na capital que negociaram o apoio do PAN à conta da cedência da questão das touradas… Inverter a realidade com o fim de enganar as pessoas pensei que fosse coisa de quem inverte símbolos de partidos, mas, pelos vistos, parece ser uma escola que veio para ficar… Infelizmente. Duros tempos se avizinham, com o que o PS hoje revelou…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s