Quanto à solidariedade exigida pelo PSD Vasco Cordeiro esclareceu que o PS está solidário com o Povo Açoriano nesta situação de pandemia

Governo tem toda a solidariedade que é importante para benefício do Povo dos Açores, mas PS não abdica de cumprir a sua função e apresentar as suas propostas”, garante Vasco Cordeiro

 

“O Governo Regional dos Açores tem toda a solidariedade que é importante para benefício do Povo dos Açores”, reiterou Vasco Cordeiro. No entanto, “não abdicamos, nem abdicaremos, de apresentar as propostas que entendemos, sejam elas mais ou menos confortáveis para o Governo ou para o senhor deputado Pedro Nascimento Cabral”, acrescentou o Presidente do Grupo Parlamentar do PS/Açores, no âmbito de uma Declaração Política do PSD.

Vasco Cordeiro exortou o PSD e o Governo Regional a preocuparem-se mais com a situação atual e com o futuro dos Açores e dos Açorianos, do que com o Partido Socialista: “Não estou preocupado nem com as críticas ao Governo, nem com esta fixação que Vossa excelência tem no meu papel e até na minha pessoa. Preocupa-me mais a situação de famílias, de empresas, a situação de empresários, a situação de trabalhadores, a situação que, no fundo, deriva não só desta pandemia, mas de um conjunto de outros aspetos”.

Em concreto, o Presidente do GPPS/Açores reiterou a sua preocupação com a situação que se vive, nomeadamente na ilha de São Miguel: “É nossa convicção, e nossa proposta, que o reforço de vacinas que veio para a Região deveria ter sido aproveitado para reforçar a vacinação em São Miguel, dessa forma não retirando uma única vacina que fosse a outras ilhas, mas garantindo que tínhamos outras condições para sair o mais rapidamente possível desta situação”.

Quanto à solidariedade exigida pelo PSD, Vasco Cordeiro esclareceu que “o PS, está solidário com o Povo Açoriano nesta situação de pandemia e está, também, solidário com o Governo da nossa Região, nos exatos termos em que cada um dos Partidos que apoia e que constitui o Governo da nossa Região, o fez há um ano atras”. E recordou as palavras do então deputado Artur Lima, atual vice-presidente do Governo, que disse: “A democracia não se suspende”.

Vasco Cordeiro recusou a ideia que o PSD defende, de uma “espécie de União Nacional, em que toda a gente entrasse naquela postura em que não se fala” e exortou o Presidente do Governo a dedicar-se mais aos Açorianos: “Talvez fosse útil preocupar-se mais em saber como é que se é Governo do que como é que se é Oposição – os Açores beneficiariam mais disso!”.

Lamentando o “desconforto pouco democrático” que o PSD indicia com a questão da solidariedade, sublinhou: “O Governo Regional dos Açores tem toda a solidariedade que é importante para benefício do Povo dos Açores. O Governo Regional dos Açores vive numa democracia e nessa democracia aquilo que é o papel de cada um dos Partidos, não pode ser olvidado”.

Vasco Cordeiro assegura que “não há falta de solidariedade” e que o PS se tem “refreado” nas críticas ao Governo, por estar mais preocupado com a situação do Povo Açoriano, mas lamentou a indecisão do PSD que “não sabe bem como se posicionar face à oposição e ao Partido Socialista: se há de elogiar quando são apresentadas propostas ou se há de criticar quando são apresentadas propostas”.

,A este propósito recordou que no plenário passado, quando apresentou uma Declaração Política com propostas concretas, recebeu elogios por parte dos deputados e do Governo. No entanto, quando destacou essas mesmas propostas, numa visita a Rabo de Peixe mereceu “as críticas mais viperinas por parte do Senhor Secretário da Saúde” e de outros senhores deputados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s