Vânia Ferreira apresentou a lista candidata aos órgãos de freguesia das Quatro Ribeiras sob o mote “Honrar as Quatro Ribeiras” apostando no combate ao despovoamento daquela localidade 

Praia da Vitória. Vânia Ferreira quer combater o despovoamento nas Quatro Ribeiras


 
A candidata pela coligação PSD/CDS-PP à Câmara Municipal da Praia da Vitória, Vânia Ferreira, apresentou, no passado sábado, a lista candidata aos órgãos de freguesia das Quatro Ribeiras, sob o mote “Honrar as Quatro Ribeiras”, apostando no combate ao despovoamento daquela localidade.
 
Segundo a social democrata, “as Quatro Ribeiras têm sido alvo de um desinvestimento inigualável. A freguesia sofre com o seu despovoamento, está estagnada, comprometida e é encarada apenas como local de passagem para outra freguesia”, adiantou.
 
Trata-se de uma realidade que Vânia Ferreira lamenta, e que pretende contornar através de medidas como “a revisão do PDM, sucessivamente adiada pelos socialistas, para que se possam rapidamente desanexar terrenos agrícolas junto à Estrada Regional, tornando-os aptos à construção”.
 
“Também queremos proceder ao loteamento de uma zona para construção a custos controlados, possibilitando a fixação de jovens famílias nas Quatro Ribeiras”, onde se encontram prioridades que passam “pela valorização do seu património histórico, como os moinhos do Caminho Velho, que são património da autarquia. Ou a valorização do Trilho da Lagoinha até à Canada da Baleeira, dotando-o de pavimentação e sinalização, assim como a valorização da piscina natural da freguesia, um lugar cheio de potencial, que merece melhores acessos e zonas de apoio”, defendeu.
 
Sendo uma freguesia rural, com forte predominância da agricultura, a candidata compromete-se ainda a não esquecer o setor e avança que estará “em permanente articulação com a Secretaria Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, para que, em conjugação de esforços, se proceda ao melhoramento das condições para quem vive desta atividade, também nas Quatro Ribeiras”.
 
Para Vânia Ferreira, “honrar a freguesia das Quatro Ribeiras é dar-lhe voz. Nos últimos anos ela tem estado adormecida e apenas subjugada às vontades do executivo socialista. Precisa ser ouvida e tenho a certeza de que a Margarida Narciso e a equipa que a acompanha são as pessoas indicadas para que isso aconteça. Comigo na Câmara, têm o compromisso de total parceria, em que o papel de um Presidente de Junta que está no terreno, capaz de reportar problemáticas e com espírito reivindicativo, só acrescenta a este projeto”, afirmou
 
Margarida Narciso, 53 anos, funcionária pública e candidata pela coligação à presidência da Junta de Freguesia das Quatro Ribeiras, garante que vai “proceder ao embelezamento de vários espaços existentes na freguesia, que têm estado descuidados. Deve ser das poucas freguesias que, numa época festiva como o Natal, não tem uma árvore de Natal. Para os nossos agricultores, que desempenham uma atividade muito importante para a freguesia, propomo-nos a reparar a balança de gado, a melhorar os caminhos agrícolas e o abastecimento de água, inclusive com a construção de novos tanques de água”, frisou

A sessão realiza-se no dia 27 de julho dia da descoberta da insulina no ano de 1921

Bastonária da Ordem dos Farmacêuticos marca presença

Sessão celebra centenário da descoberta da insulina

 

A Plataforma Saúde em Diálogo, a Associação Mellitus Criança e o Museu da Farmácia vão dinamizar já amanhã, dia 27 de julho, às 18h00, no Museu da Farmácia, uma sessão intitulada “Insulina: 100 anos a salvar vidas!’’ para assinalar o centenário da descoberta da insulina.

 

A história da introdução da insulina em Portugal, o papel das associações de doentes no apoio ao doente diabético, o papel do farmacêutico na área da diabetes: desde a investigação à tecnologia farmacêutica, assim como a importância da promoção da literacia junto dos cidadãos relativamente à prevenção e à gestão adequada da doença, são alguns dos tópicos em discussão na sessão.

 

«Este é um marco bastante importante para o setor da saúde e uma descoberta revolucionária no tratamento da diabetes. Antes da descoberta da insulina, ter diabetes significava uma esperança média de vida muito curta, uma vez que a forma de controlar a doença levava muitas vezes ao definhar do doente até à morte. Com a insulina a vida destas pessoas mudou. Assim, esta sessão tem assim como objetivo celebrar um dos feitos mais memoráveis na história da medicina, que permitiu e permite ainda salvar milhões de vidas!», afirma Hélder Martins, presidente da Associação Mellitus Criança e pertencente aos Órgãos Sociais da Plataforma Saúde em Diálogo.

 

A mesa redonda conta com a participação de Ana Paula Martins, professora e investigadora da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFUL) e Bastonária da Ordem dos Farmacêuticos; Luis Gardete Correia, endocrinologista, presidente da Fundação Ernesto Roma e elemento da Comissão Executiva das Comemorações do Centenário da Descoberta da Insulina; José Manuel Boavida, endocrinologista e presidente da Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP) e Hélder Martins, presidente da Associação Mellitus Criança e elemento do Conselho Fiscal da Plataforma Saúde em Diálogo. A moderação fica a cargo de João Neto, diretor do Museu da Farmácia e presidente da Associação Portuguesa de Museologia (APOM).

 

A sessão realiza-se no dia 27 de julho, o mesmo dia da descoberta da insulina no ano de 1921, e conta também com transmissão online nas três páginas de Facebook das organizações responsáveis pela iniciativa. A organização do evento conta ainda com o contributo da Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP) e da Comissão Executiva das Comemorações do Centenário da Descoberta da Insulina.

 

A insulina foi descoberta por Frederick Banting e Charles Best, tendo sido administrada pela primeira vez em animais e ministrada com sucesso em humanos em janeiro de 1922. Os dois cientistas responsáveis pela descoberta receberam o Prémio Nobel da Medicina em 1923.

Sobre a Plataforma Saúde em Diálogo

Fundada em 1998, a Plataforma Saúde em Diálogo – Associação para a Promoção da Saúde e Proteção da Doença, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que tem por missão fazer ouvir a voz dos doentes e utentes de saúde, contribuindo para a evolução de um sistema de saúde cada vez mais centrado nas pessoas. Conta atualmente com 55 associadas, entre as quais associações de doentes, promotores de saúde, profissionais de saúde e consumidores. 

 

Aberta à população, relativa ao processo de discussão pública do Plano de Gestão das Áreas Terrestres do Parque Natural da Ilha da Terceira

A Secretaria Regional de Ambiente e Alterações Climáticas promoverá uma sessão pública, aberta à população, relativa ao processo de discussão pública do Plano de Gestão das Áreas Terrestres do Parque Natural da Ilha da Terceira. O encontro decorrerá no dia 26 de julho, segunda-feira, pelas 18h00 na Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro, em Angra do Heroísmo.

Devido à situação pandémica, será necessária uma inscrição prévia, até às 12h00 do dia 26 de julho, para o seguinte endereço de e-mail: parque.natural.terceira@azores.gov.pt.

O processo de discussão pública decorre desde 30 de junho e termina a 10 de agosto de 2021 e tem como propósito colher contributos da população para o Plano de Gestão das Áreas Terrestres do Parque Natural da Ilha da Terceira.

Os documentos que constituem o plano, assim como os formulários para participação do público, podem ser acedidos presencialmente no Serviço de Ambiente e Alterações Climáticas da Ilha Terceira, em Angra do Heroísmo, na sede da Secretaria Regional de Ambiente e Alterações Climáticas, em Ponta Delgada; ou online em www.ot.azores.gov.pt.

Os Planos de Gestão das Áreas Terrestres dos Parques Naturais têm como propósito classificar o grau de proteção das áreas protegidas, e estabelecer medidas de gestão que visem a conservação ou recuperação dos valores ecológicos, geológico, paleontológicos ou paisagísticos dos locais, estabelecendo para o efeito condicionantes e interdições que possam prevenir dano ou prejuízo a esses mesmos valores.

Nas últimas 24 horas foram diagnosticados nos Açores 59 novos casos positivos de covid-19

Nas últimas 24 horas foram diagnosticados nos Açores 59 novos casos positivos de covid-19, sendo 41 em São Miguel, 16 na Terceira, um no Pico e um no Faial, decorrentes de 2.560 análises realizadas nos laboratórios de referência da Região e duas em laboratórios não convencionados.

Na Terceira, três dos novos casos referem-se a outros tantos viajantes, não residentes, sendo dois provenientes de uma embarcação, encontrando-se um deles internado no Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira, e outro caso que obteve resultado positivo à chegada da ilha, na freguesia do Cabo da Praia, concelho da Praia da Vitória. Os restantes casos são em contexto de transmissão comunitária. Assim, no concelho de Angra do Heroísmo há 12 novos casos e no concelho da Praia da Vitória foram registados quatro novos casos.

No Faial foi diagnosticado um caso positivo, correspondente a um viajante, não residente, com análise positiva ao 6.º dia, originando uma cadeia de transmissão local primária, nas Angústias, concelho da Horta.

No Pico, um viajante interilhas, residente, obteve resultado positivo à chegada, no concelho da Madalena.

Em São Miguel, dois dos novos casos correspondem a outros tantos viajantes, não residentes, com análises positivas no rastreio de 6.º dia, na freguesia de Rosto do Cão (Livramento). Todos os outros são em contexto de transmissão comunitária.

Assim, no concelho da Lagoa há quatro novos casos, no concelho de Ponta Delgada foram registados 18 novos casos e no concelho da Ribeira Grande há 11 novos casos. (Conferir o quadro de positivos para todo o arquipélago no Anexo 1).

Também nas últimas 24 horas foram registadas 47 recuperações (Conferir o quadro de recuperações para todo o arquipélago no Anexo 2).

À data de hoje estão internados 19 doentes, sendo 12 no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada (com dois em UCI), seis no Hospital de Santo Espírito, em Angra do Heroísmo (com um em UCI) e um no Hospital da Horta.

No decurso da investigação epidemiológica, verificou-se que na ilha Terceira, dois casos positivos que se encontravam alocados, um na freguesia de Nossa Senhora da Conceição e outro na freguesia da Terra Chã, do concelho de Angra do Heroísmo, estão a residir na freguesia das Lajes, concelho da Praia da Vitória, pelo que os dados de hoje refletem essa alteração.

O arquipélago conta presentemente com 507 casos positivos ativos, sendo 315 em São Miguel, 160 na Terceira, 13 no Pico, sete no Faial, sete nas Flores, três em São Jorge e dois na Graciosa.

Altera-se a situação das cadeias de transmissão ativas no arquipélago, pelo facto de a ilha Terceira registar agora transmissão comunitária, anulando-se as cadeias de transmissão local primária até então existentes. Regista-se o aparecimento de uma nova cadeia no Faial e a extinção de outra, em Velas de São Jorge.

Estão agora ativas no arquipélago cinco cadeias de transmissão local primária, sendo duas no Faial, uma no Pico, uma Pico/Flores e uma São Miguel/Flores. Até ao presente foram extintas 216 em todas as ilhas. Em vigilância ativa estão hoje 1.305 pessoas. 

Desde o início da pandemia foram diagnosticados nos Açores 7.292 casos positivos de covid-19, tendo recuperado da doença 6.603 pessoas. Faleceram 35, saíram do arquipélago 85 e 62 apresentaram prova de cura anterior. Até ao presente realizaram-se 626.108 análises para despiste do vírus SARS-CoV-2, que causa doença covid-19.

Desde 31 de dezembro de 2020 e até 8 de julho, foram administradas nos Açores 250.705 doses de vacinas contra a covid-19, havendo 129.190 pessoas com, pelo menos, uma dose (53,21% da população) e 121.515 pessoas com vacinação completa (50,05%), no âmbito do Plano Regional de Vacinação.

Sorteios do Campeonato de Portugal

FUTEBOL

Sorteio do Campeonato de Portugal (Quarta divisao nacional)

A primeira fase do Campeonato de Portugal, temporada desportiva 2021/2022, fica conhecido com a realização do sorteio na Cidade do Futebol.

Sport Club Praiense e Grupo Desportivo das Fontinhas estão na Série “D” com Condeixa, Oleiros, Idanhense, Benfica e Castelo Branco, Sertanense, Vitória Sernache, Marinhense e Peniche.

Sporting Clube Ideal, Clube Desportivo de Rabo de Peixe e Clube Operário Desportivo na Série “E”, com Coruchense, Elvas, Pêro Pinheiro, Loures, Sintrense, Sacavenense e Os Belenenses.

O CP começa a dia 29 de agosto.

Santa Clara vence

FC Shkupi 0-3 CD Santa Clara

0-1 Aos 30 minutos, marca Rwatubyaye na própria baliza. Jogador do Shkupi desvia a bola com o joelho direito, na sequência de um cruzamento de Lincoln à esquerda, e coloca-a junto às malhas.

0-2 Aos 50 minutos por Carlos Junior

Aos 90+3m Costinha amplia a vantagem

Na proxima quinta feira, 29 de julho, o Santa Clara recebe o Shkupi

SANTA CLARA VENCE NA MACEDÓNIA DO NORTE E ENCAMINHA APURAMENTO

O Santa Clara foi à Macedónia do Norte vencer o Shkupi 1927 por 3-0, colocando-se em boa posição para se apurar para a 3.ª pré-eliminatória da Liga Conferência da UEFA.

Em Skopje, um autogolo de Abdul Rwatubyaye, aos 30 minutos, colocou a equipa de Daniel Ramos na frente do marcador. Já na segunda parte, o avançado brasileiro Carlos Jr, goleador de serviço na última temporada, elevou para 2-0 aos 49’, resultado que se manteve até ao terceiro minuto dos descontos, altura em que Costinha fechou o marcador.

A segunda mão está marcada para o próximo dia 29 (21 horas), nos Açores.

Se se apurar, o Santa Clara vai defrontar Olimpija Ljubiljana ou Birkirkara (vantagem de 1-0 para a equipa eslovena) na próxima eliminatória.

Atletas do AKC trazem ouro para os Açores

Arrifes Kickboxing Clube

Os atletas do Arrifes Kickboxing Clube Gonçalo Silva e Ricardo Coelho conquistaram ontem, em Alenquer, a medalha de ouro no Ladies Open e Jovem Promessa do Futuro, evento desportivo promovido pela Federação Portuguesa de Kickboxing e Muaythai (FPKM).


Gonçalo Silva combateu na categoria Low Kick Sénior – 63,5k e Ricardo Coelho em kick Light Juvenil – 63kg.
O clube dos Arrifes também trouxe para os Açores três medalhas de prata (2.º lugar), conquistadas pelos atletas Pedro Nascimento (Light Contact Juvenil, 63kg), Gonçalo Botelho (Kick Light Juvenil, 57kg) e Gonçalo Ferreira (Low Kick Senior, 57kg).
Um regresso às competições desportivas com sabor a vitória, não só pela conquista de cinco medalhas, mas sobretudo pela performance dos atletas, revelando sempre força, coragem e respeito.
A comitiva do AKC foi composta por seis atletas, acompanhados pelo Mestre Nilton Silva e pelo treinador Renato Costa.
Referência regional e nacional, o Arrifes Kickboxing Clube constitui-se como agremiação independente em 2008, por iniciativa de Nilton Silva, Antero Silva e Carlos Medeiros.
Com órgãos sociais próprios, uma equipa técnica de gabarito e um conjunto de atletas com provas já dadas, o Arrifes Kickboxing Clube encontra-se num excelente nível competitivo, suportado por um palmarés invejável.

“Esta medida pode tornar os clubes mais ecléticos” disse Paulo Gomes

Desporto. Paulo Gomes destaca aprovação de “melhorias importantes” na formação de atletas

O deputado do PSD/Açores Paulo Gomes destacou hoje a aprovação, pelo Parlamento regional, da proposta do Governo que introduz “melhorias importantes” nos incentivos à formação de atletas, correspondendo a reivindicações antigas das associações de diferentes modalidades desportivas.

“O PSD votou a favor da iniciativa do Governo dos Açores, pois introduziu melhorias importantes e há muito reivindicadas pelas associações. Estas modificações, feitas após serem ouvidas as associações, vão impedir novas injustiças e contribuir para o desenvolvimento da literacia motora do atleta açoriano”, afirmou o social-democrata, na Assembleia Legislativa dos Açores, após a aprovação de uma proposta do Governo de alteração ao regime jurídico de apoio ao movimento associativo desportivo.

Segundo o parlamentar, “os clubes e os atletas açorianos ficam a ganhar” com a proposta do Governo Regional agora aprovada no Parlamento.

“O superior interesse do desporto açoriano prevaleceu sobre as tentativas do Partido Socialista de criar instabilidade na atividade desportiva. O PS queria adiar a discussão do diploma para depois do início das competições, o que só iria prejudicar os clubes e os atletas”, disse.

A iniciativa do Governo da coligação PSD/CDS-PP/PPM “melhorou o conceito do atleta formado no clube”, que passa agora a abranger os praticantes que, até aos 18 anos, tenham praticado “qualquer modalidade federada no mesmo clube”.

“Esta medida pode tornar os clubes mais ecléticos”, disse Paulo Gomes.

Outra das alterações diz respeito ao conceito de atleta formado na Região, que “até aqui era aquele que, durante quatro anos e até aos 18 anos, tivesse tido uma prática federada na mesma modalidade”.

“Esta era claramente uma situação muito redutora. Sabe-se hoje que quanto maior for a multiplicidade de experiências desportivas, mais rica é a literacia motora dos atletas. Assim, com esta alteração, o atleta deixa de ser prejudicado quando pratica uma determinada modalidade e depois passa a praticar uma modalidade diferente”, explicou.