“Nos últimos dias o PS bateu no fundo na Praia da Vitória” dizem os social democratas

Autárquicas. Guerras internas do PS prejudicam a Praia da Vitória


 
A comissão política do PSD/Praia da Vitória acusou hoje o Partido Socialista de prejudicar a cidade e o concelho com as suas guerras internas, referindo-se aos recentes acontecimentos em torno da candidatura socialista à autarquia “e ao desrespeito que os mesmos encerram”.
 
“Nos últimos dias, o PS bateu no fundo na Praia da Vitória”, dizem os social democratas, lamentando que “o Partido Socialista tenha levado as suas guerras e birras internas para a gestão da Câmara Municipal, num claro desrespeito por aquela instituição e pelos praienses”.
 
“Estamos a dois meses das eleições autárquicas e, após 16 anos de PS à frente da Câmara Municipal, a Praia da Vitória está sem rumo, com o presidente em funções a desistir depois de ter sido anunciado como recandidato, numa atitude de total irresponsabilidade, que o PS majorou ao anunciar outro candidato, retirando ainda toda a atual vereação das suas listas”, referem.
 
“Felizmente, e em contraponto, a coligação PSD/CDS-PP para a Praia da Vitória apresentou-se no domingo com uma equipa estável e forte, liderada por Vânia Ferreira, uma assistente social de profissão, que conhece a Praia, dos Biscoitos ao Porto Martins”, adianta a CPI local.
 
“Mostrando que a Praia da Vitória não é um brinquedo nas mãos do Partido Socialista apresentamos um leque de candidatos unidos pelo concelho, com uma lista à Assembleia Municipal liderada por Paulo Luís e todos os candidatos às juntas de freguesia cientes das suas responsabilidades”, acrescentam.
 
“Estamos perante uma situação tão grave quanto ridícula”, advoga o PSD praiense, “quando vemos o presidente de câmara abdicar dos seus poderes, retirando-os também aos seus vereadores, e entregando a gestão municipal aos chefes de divisão do município”.
 
“Qual a justificação para esta atitude e o que ficam lá a fazer o presidente e os vereadores?”, questionam os social democratas, exigindo “respeito pelos funcionários da câmara e pelos cidadãos da Praia da Vitória”.
 
“O PS bateu no fundo no nosso concelho e na nossa ilha e quer arrastar consigo o concelho da Praia, mostrando-se completamente incapaz de se gerir a si próprio e aos destinos da Praia da Vitória, cuja câmara vive uma grave situação económica e financeira. Não permitiremos que isso aconteça”, sublinham.
 
“O Partido Socialista não merece a confiança dos praienses. O Partido Socialista colocou os seus interesses à frente dos interesses da Praia da Vitória, pelo que o nosso Grupo Municipal vai requerer uma Assembleia Municipal Extraordinária, exigindo explicações ao atual executivo sobre a situação atual da autarquia”, concluem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s