“Não podemos dar a democracia como garantida” acrescentou o Presidente Luís Garcia comparando-a a “uma planta que todos os dias temos de cuidar”

Presidente da Assembleia pede aos jovens açorianos que cuidem e defendam a democracia

O Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores (ALRAA), Luís Garcia pediu hoje aos jovens açorianos “que cuidem e defendam a democracia e os seus valores, através da participação cívica ativa”. O apelo foi lançado esta manhã, durante a cerimónia de abertura da sessão regional do Parlamento dos Jovens do ensino secundário, que decorreu na sala do Plenário da sede do Parlamento açoriano.

Referindo-se ao tema proposto para a edição deste ano, “Fake News: O impacto da desinformação na democracia”, o Presidente da Assembleia Legislativa considerou-o “muito atual, real e preocupante”, sublinhando que “a desinformação e as notícias falsas são uma ameaça para a democracia, que a pode destruir”.

“Não podemos dar a democracia como garantida”, acrescentou o Presidente Luís Garcia, comparando-a a “uma planta que todos os dias temos de cuidar”.

Para tal, o Presidente Luís Garcia defendeu uma aposta na educação e na formação dos jovens açorianos, como alicerce fundamental do seu desenvolvimento, destacando a importância do programa do Parlamento dos Jovens como ferramenta de preparação e sensibilização dos jovens “para que sejam cidadãos ativos e participativos” nas suas comunidades.

Na sua intervenção, o Presidente da Assembleia sublinhou o regresso cauteloso à normalidade, com a realização presencial das sessões do Parlamento dos Jovens, que tinham sido suspensas no ano anterior por causa da pandemia.

Questionado mais tarde, em conferência de imprensa, pelos estudantes jornalistas, sobre o impacto da pandemia na vida dos jovens, o Presidente do Parlamento açoriano reconheceu as dificuldades trazidas pelas restrições que foram impostas a todos os cidadãos, em especial aos mais novos e aos idosos, e às vivências próprias de cada idade que não puderam experienciar.

“Há duas gerações, na minha perspetiva, que foram mais afetadas pela covid-19: os mais idosos e os mais jovens. Os primeiros porque ficaram fechados. Perderam anos, ficaram mais isolados, sobretudo aqueles que estão em lares e que ficaram ainda mais longe das suas famílias”, explicou o Presidente Luís Garcia.

“Depois os jovens, que perdem oportunidades que são irrepetíveis”, acrescentou o Presidente da Assembleia, fazendo votos para que tudo “normalize” e se recuperem “oportunidades que fazem parte da vossa construção enquanto cidadãos, que vos enriquecem, que vos valorizam”.

Recorde-se que a sessão regional do Parlamento dos Jovens do ensino secundário, decorrida no Plenário da ALRAA, constitui a segunda fase deste projeto com vista ao apuramento do Projeto de Recomendação e das Escolas que irão representar o Círculo dos Açores na sessão nacional, que terá lugar na Assembleia da República, nos dias 30 e 31 de maio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s